quinta-feira, 28 de abril de 2011

Mostra de Cinema e Literatura na P F Gastal

A Sala P. F. Gastal realiza a partir de terça-feira, 3 de maio, a mostra Cinema e Literatura, em parceria com o Festipoa Literária, festival literário promovido pelo jornal Vaia.

Até domingo, 8 de maio, serão exibidos desde programas de curtas a adaptações de obras clássicas da literatura, como O Morro dos Ventos Uivantes, O Fio da Navalha e Sargento Getúlio. No sábado, dia 7, 18:00, o grande destaque será a exibição do filme Nunca Fomos Tão Felizes, de Murilo Salles, seguida de debate com a participação do escritor João Gilberto Noll, autor do conto que deu origem ao filme e homenageado do evento.

Todas as sessões tem entrada franca.

Programação


Programa de Curtas 1 (Imagens da Literatura)
Duração total: 91 minutos

A João Guimarães Rosa, de Roberto Santos e Marcelo G. Tassara (Brasil, 1968, 13 minutos)
Imagens do sertão mineiro, apresentando seus tipos humanos, aspectos geográficos, afazeres domésticos e trechos narrados do romance Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa.


A Moça que Dançou Depois de Morta, de Ítalo Cajueiro (Brasil, 2003, 11 minutos)
Curta de animação baseado numa história do mestre do cordel J. Borges, produzido inteiramente a partir de xilogravuras originais do próprio autor.



Biografia do Tempo, de Joana Oliveira e Marcos Pimentel (Brasil/Cuba, 2004, 8 minutos)
Uma reflexão sobre a memória, construída através do encontro das obras do escritor brasileiro Pedro Nava e do cineasta cubano Santiago Alvarez.

Françoise, de Rafael Conde (Brasil, 2001, 22 minutos)
O encontro de dois solitários numa estação rodoviária. Adaptação do conto homônimo do escritor Luiz Vilela.

Imensidade, de Amílcar M. Claro (Brasil, 2003, 15 minutos)
Pelas ruas de uma grande cidade, mulher lê o poema O Navio Negreiro, de Castro Alves.

Meu Nome é Paulo Leminski, de Cezar Migliorin (Brasil, 2004, 5 minutos)
Embate entre pai e filho em torno da poesia de Paulo Leminski.

Transubstancial, de Torquato Joel (Brasil, 2003, 17 minutos)
Uma visão existencialista da obra do poeta Augusto dos Anjos, a partir de fragmentos de seus poemas.

Programa de Curtas 2 (Histórias de Livros)
Duração total: 80 minutos

O Homem-Livro, de Anna Azevedo (Brasil, 2006, 14 minutos)
Evando acumulou 42 mil livros em sua pequena casa. Formam pilhas em desordem, oprimindo a residência e a família. É preciso liberar a casa. Mas às vésperas de transferir os livros para uma biblioteca projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer especialmente para receber ao acervo, Evando sente a tensão e a angústia da perda iminente.

Clandestina Felicidade, de Marcelo Gomes e Beto Normal (Brasil, 1998, 15 minutos)
A infância da escritora Clarice Lispector, seu amor pelos animais e sua paixão pelos livros, a partir de alguns de seus principais contos e crônicas.

Dedicatórias, de Eduardo Vaisman (Brasil, 1997, 15 minutos)
Uma jovem viúva que coleciona dedicatórias amorosas. Uma historia de livros, traições, coincidências e amores.

A Vingança da Bibliotecária, de Santiago Dellape (Brasil, 2005, 5 minutos)
Jamais perturbe o silêncio de uma bibliotecária, ou despertara a fúria da bibliotecária decrépita. Filmofagia de signos do imaginário terrorífico universal.

O Livro, de Aleques Eiterer (Brasil, 1999, 16 minutos)
Um livro passa pelas mãos de quatro personagens que aparentemente não possuem nenhuma relação entre si.

O Livro de Walachai, de Rejane Zilles (Brasil, 2007, 15 minutos)
Em Walachai, uma pequena comunidade alemã no sul do Brasil, vive o professor e agricultor Benno Wendling. Ele escreveu à mão a historia do povoado, em livro de caprichada caligrafia.


Sargento Getúlio, de Hermano Penna (Brasil, 1983, 85 minutos)
Sargento tem a missão de transportar um preso político, levando sua missão a extremos.
Elogiada adaptação do romance de João Ubaldo Ribeiro. Prêmios de melhor filme e melhor ator (Lima Duarte) no Festival de Gramado.


O Homem Nu, de Hugo Carvana (Brasil, 1997, 75 minutos)
Após uma noite de ressaca, homem fica trancado do lado de fora do apartamento de sua namorada. Este é o início de uma peripécia interminável – e sem roupas – pelas ruas do Rio de Janeiro. Divertida adaptação da obra de Fernando Sabino.

Vida de Menina, de Helena Solberg (Brasil, 2005, 102 minutos)
Uma menina de 13 anos registra a vida de sua família e dos habitantes da cidade de Diamantina em seu período de decadência econômica, no final do século XIX. Transposição cinematográfica das memórias de infância de Helena Morley, Minha Vida de Menina, um dos clássicos da literatura memorialística brasileira. Vencedor de seis prêmios no Festival de Gramado, incluindo melhor filme.


O Fio da Navalha, de Edmund Goulding (EUA, 1946, 144 minutos)
Clássica adaptação do célebre romance de Somerset Maugham, em torno de um veterano da Primeira Guerra Mundial (Tyrone Power) que descobre que não pode retornar para seu mundo de classe privilegiada. Fugindo de seu planejado casamento e carreira, ele viaja para outro país em busca de significado para a vida, fazendo sua transtornada noiva (Gene Tierney) buscar segurança junto a outro homem (John Payne).

O Morro dos Ventos Uivantes, de William Wyler (EUA, 1939, 104 minutos)
Baseada no livro de Emily Brontë, esta clássica história de amor, paixão, ódio e vingança tornou-se uma obra-prima do cinema, aclamada pela crítica e pelo público.

As Vinhas da Ira, de John Ford (EUA, 1940, 129 minutos)
Após cumprir pena por homicídio, Tom Joad volta para casa e encontra a propriedade de sua família arrasada pelo clima e pela ganância dos bancos. Com pouco potencial de trabalho no horizonte, ele e sua família empacotam suas coisas e partem para a terra prometida: a Califórnia. Clássica adaptação do famoso romance de John Steinbeck.




GRADE DE HORÁRIOS


Semana de 3 a 8 de maio de 2011

3 de maio (terça-feira)
15:00 – O Morro dos Ventos Uivantes
17:00 – O Homem Nu
19:00 – As Vinhas da Ira

4 de maio (quarta-feira)

15:00 – Programa de Curtas 1
17:00 – Programa de Curtas 2
19:00 – O Fio da Navalha

5 de maio (quinta-feira)
15:00 – Sargento Getúlio
17:00 – Vida de Menina
19:00 – As Vinhas da Ira

6 de maio (sexta-feira)
14:00 – Usina da Educação (sessão fechada para alunos da rede municipal)
17:00 – Programa de Curtas 1
19:00 – Sargento Getúlio

7 de maio (sábado)
15:00 – O Morro dos Ventos Uivantes
18:00 – Nunca Fomos Tão Felizes, sessão seguida de debate com a participação do escritor João Gilberto Noll

8 de maio (domingo)
15:00 – O Homem Nu
17:00 – Programa de Curtas 2
19:00 – O Fio da Navalha

2 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Faltou informar se os filmes serão exibidos em DVD...

    ResponderExcluir